5 melhores universidades para engenharia ambiental

Neste artigo, analisamos as 5 principais universidades de engenharia ambiental.

Não é surpresa que o ranking das 5 Melhores Universidades de Engenharia Ambiental esteja repleto de escolas nos Estados Unidos e no Reino Unido.

Isso ocorre porque as universidades dos EUA e do Reino Unido são os principais impulsionadores da sustentabilidade ambiental, pois ajudam a desenvolver tecnologias ambientalmente sustentáveis ​​e projetar projetos ambientalmente sustentáveis.

Antes de mergulharmos nas 5 melhores universidades para estudar Engenharia Ambiental, vejamos primeiro o significado do termo “Engenharia Ambiental”.

então,

O que é Engenharia Ambiental?

De acordo com o Bureau of Labor Statistics dos Estados Unidos.

“A engenharia ambiental é o ramo da engenharia que se preocupa em proteger as pessoas dos efeitos dos efeitos ambientais adversos, como a poluição, além de melhorar a qualidade ambiental.

Os engenheiros ambientais trabalham para melhorar a reciclagem, o descarte de resíduos, a saúde pública e o controle da poluição da água e do ar”.

A Engenharia Ambiental usa a combinação de engenharia, biologia da ciência do solo e química para criar soluções para desafios ambientais, como poluição da água e do ar, descarte de resíduos, etc., e ajudar a tornar o mundo ao nosso redor mais sustentável.

Eles acessam os impactos ambientais de um projeto específico ou proposto sobre o Meio Ambiente.

Eles avaliam os sistemas de gerenciamento de resíduos perigosos para avaliar a gravidade de tais perigos, aconselham sobre tratamento e contenção e desenvolvem regulamentos para evitar contratempos.

Eles projetam sistemas de tratamento de resíduos, aterros industriais sustentáveis ​​e melhoram o saneamento.

Requisitos para estudar Engenharia Ambiental

Os critérios para estudantes que desejam estudar engenharia ambiental variam de escola para escola, com cada escola e cada programa estabelecendo seus critérios para admissão em engenharia ambiental.

No nível de graduação, algumas universidades não oferecem engenharia ambiental. Programas mais competitivos teriam requisitos de exame mais altos e podem até exigir uma entrevista.

Mas, basicamente, os alunos que desejam estudar engenharia ambiental em nível de graduação precisam ter concluído seus cursos do ensino médio (física, química, biologia, etc), GPA mínimo do ensino médio de 3.0 ou ter passado no corte de outros exames externos.

Na pendência do país, eles devem ter passado com sucesso nas pontuações SAT e ACT. Eles também podem precisar escrever um teste de admissão de uma declaração de propósito.

Os alunos devem ser equilibrados em educação geral obrigatória e cursos básicos de engenharia com eletivas especializadas.

Para nível de pós-graduação em engenharia ambiental, os alunos são obrigados a cumprir os requisitos que são superiores aos programas de bacharelado.

Em primeiro lugar, os candidatos interessados ​​devem se submeter a um programa de bacharelado em engenharia ambiental, um diploma de graduação em engenharia credenciado pela ABET ou ter um bacharel em ciências físicas ou biológicas. Algumas escolas podem exigir alguns anos de experiência profissional.

Eles precisam ter um mínimo de 3.0 sobre 4.0 nas últimas 60 horas de curso de graduação. Algumas escolas podem exigir duas cartas de recomendação, um currículo profissional ou curriculum vitae e uma declaração de propósito.

Candidatos internacionais que desejam fazer seu programa nos Estados Unidos ou Canadá devem fazer o TOEFL e o Cathal e as seções quantitativas do Graduate Record Exam (GRE).

Eles devem ter alcançado uma pontuação no TOEFL de 550 (papel) ou 80 (internet) e uma classificação mínima equivalente de 75% na parte quantitativa do exame GRE.

Onde os engenheiros ambientais podem trabalhar?

Existem vários lugares onde os engenheiros ambientais podem encontrar emprego. Alguns dos lugares incluem:

  • empresas de consultoria ambiental
  • Empresas de serviços de gestão, científicas e de consultoria
  • Departamentos governamentais federais, provinciais/territoriais e municipais
  • Faculdades, universidades e institutos de pesquisa
  • Empresas de serviços de engenharia
  • Serviços de apoio às instalações
  • Transporte ferroviário
  • Construção
  • Fabricação de eletrodomésticos
  • Fabricação de veículos automotores
  • Serviços de gestão e eliminação de resíduos
  • Transporte de dutos, etc.

5 melhores universidades para engenharia ambiental

As seguintes universidades são as 5 melhores universidades de engenharia ambiental. Eles incluem:

  • Universidade de Harvard
  • Universidade de Stanford
  • Massachusetts Institute of Technology (MIT)
  • Universidade de Oxford
  • Universidade de Cambridge

1. Universidade de Harvard

Fundada em 1636, Harvard é a instituição de ensino superior mais antiga dos Estados Unidos. Harvard é considerada uma das melhores universidades do mundo em relação à sua influência, reputação e pedigree acadêmico e uma das melhores universidades de engenharia ambiental.

De acordo com o QS World University Rankings,

Harvard é a 1ª universidade classificada que estuda Engenharia Ambiental com uma classificação geral de 96.4, classificação 91.4 em citações do índice H (17º) classificação 96.7 em citações por artigo (3º), classificação 98.5 em reputação acadêmica (5º) e classificação 100 em reputação do empregador ( 1º).

Em Harvard, a Engenharia Ambiental se une às Ciências Ambientais. A Universidade de Harvard desenvolveu Ciência e Engenharia Ambiental para ajudar a lidar com questões ambientais, como aquecimento global, destruição da camada de ozônio estratosférico

da poluição local e regional do ar e da água e esses problemas ambientais exigem certas perspectivas de um conjunto diversificado de disciplinas científicas que incluem física e química atmosférica, oceanografia, glaciologia, hidrologia, geofísica, ecologia e biogeoquímica.

Harvard treina seus alunos em maneiras de gerenciar desafios ambientais, aprimorando seu pensamento sobre sistemas e processos ambientais por meio da exploração de vários processos e feedbacks subjacentes dentro do sistema da Terra com abordagens da teoria e modelagem.

Os alunos de Ciências e Engenharia Ambiental estudam os processos e tecnologias que envolvem as águas e escolas naturais e poluídas, o clima, a atmosfera e a energia e também ajudam a fornecer soluções técnicas e inovações aprimoradas na medição e modelagem do meio ambiente.

Os alunos devem concluir vários projetos de engenharia ambiental que lhes dão exposição à solução de problemas ambientais complexos no mundo real.

Os graduados em Ciências e Engenharia Ambientais podem trabalhar como cientistas na Agência de Proteção Ambiental, em uma Empresa de Consultoria Ambiental ou como parte da Equipe de Sustentabilidade Ambiental de uma Organização.

A Universidade de Harvard também criou o Centro da Universidade de Harvard para o Meio Ambiente (HUCE), que tem como objetivo principal aproveitar o poder intelectual de Harvard para entender e abalar seu futuro ambiental.

O HUCE envolve os alunos na busca de um ambiente sustentável, fornecendo a HUCE Environmental Fellowship, que apoia várias pesquisas e educação, desde pesquisas de graduação até colaborações interdisciplinares do corpo docente.

Harvard oferece programas de graduação, AB/SM, pós-graduação (Mestrado e Doutorado). Harvard tem vários clubes e organizações ambientais que ajudam na promoção do interesse pelo Meio Ambiente.

A Ciência e Engenharia Ambiental também possui programas afiliados que os alunos também podem experimentar. Eles incluem; Iniciativas de Humanidades Ambientais, Planetary Health Alliance, Programa de Pesquisa Geoambiental Solar de Harvard.

Visite o site da escola aqui

2. Universidade de Stanford

Stanford, lar de muitas tecnologias de ponta como Yahoo, Google, Hewlett-Packard e está localizada no coração do Vale do Silício. Stanford é uma das melhores universidades de engenharia ambiental.

A Universidade de Stanford foi fundada em 1885 pelo senador da Califórnia Leland Stanford e sua esposa, Jane, para “promover o bem-estar público exercendo uma influência em nome da humanidade e da civilização”.

Stanford tem sete escolas que são a Greatest School of Business, School of Earth, Energy and Environmental Sciences, Graduate School of Education, School of Engineering, School of Humanities and Sciences, Law School e School of Medicine.

De acordo com o QS World University Rankings,

Stanford é o 1º lugar na universidade classificada que estuda Engenharia Ambiental, com 96.4 no geral, 94.8 classificação em citações de índice H (5º), 96.1 classificação em citações por artigo (6º), 98.3 classificação em reputação acadêmica (7º) e 93.2 classificação em reputação do empregador (5 ª).

Em Stanford, é chamado de Departamento de Engenharia Civil e Ambiental. Os alunos devem ir para Engenharia de Sistemas Ambientais ou Engenharia Civil.

É apenas na pós-graduação – Mestrado (Mestrado), Engenharia e Doutorado (PhD) que os alunos podem escolher entre as disciplinas de Atmosfera/Energia, Engenharia Ambiental, Engenharia de Estruturas e Geomecânica e Projeto e Construção Sustentável para estudar.

Stanford também oferece programas de meio período, ofertas de cursos on-line e certificações industriais para seus alunos. A Engenharia Ambiental em colaboração com outros grupos dentro e fora da universidade oferece uma gama de oportunidades para estudos e pesquisas aprofundados.

A Engenharia Ambiental junto com suas pesquisas aplica princípios fundamentais para analisar e resolver problemas ambientais complexos.

Os alunos são preparados para lidar com novos problemas ambientais assim que surgirem, preparando-os para serem futuros cientistas de engenharia que podem enfrentar desafios ambientais globalmente.

Pesquisadores em engenharia ambiental contribuem para o desenvolvimento sustentável desenvolvendo conhecimento, modelos e processos Andy de classe mundial que são capazes de sustentar os recursos naturais juntamente com a saúde humana.

Essas pesquisas são realizadas pelos núcleos e grupos do departamento, incluindo o Grupo de Informática Ambiental, o Programa Nacional de Desempenho do Torcedor (PNDP) e o Certificado de Desenvolvimento Sustentável e Competitividade Global (SDGC).

Eles também colaboram com as indústrias para realizar pesquisas.

Engenheiros Ambientais de Stanford podem trabalhar como cientistas na Agência de Proteção Ambiental, em uma Empresa de Consultoria Ambiental ou como parte da Equipe de Sustentabilidade Ambiental de uma Organização.

Visite o site da Escola aqui.

3 Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT)

De acordo com o QS World University Rankings,

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) é a 3ª universidade classificada que estuda Engenharia Ambiental, com 95.6 no geral, 89.8 classificação em citações de índice H, 94.3 classificação em citações por artigo, 100 classificação em reputação acadêmica e 96.2 classificação em reputação do empregador.

Massachusetts é uma das melhores universidades de engenharia ambiental. No Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), é chamado de Departamento de Engenharia Civil e Ambiental.

Aqui, a Engenharia Civil e Ambiental procura combinar as ciências ambientais fundamentais com a nova engenharia à medida que os alunos testam, constroem e dimensionam para atender à pressão das mudanças climáticas, segurança alimentar, urbanização etc.

Avançando em ecologia, estruturas, cidades inteligentes e sistemas globais para criar uma infraestrutura mais inteligente, melhor e mais rápida para o meio ambiente.

O departamento de Engenharia Civil e Ambiental (CEE) procura usar projetos de engenharia complexos e criativos para entender o mundo inventando maneiras de torná-lo mais sustentável usando a inovação, abordando alguns dos maiores desafios do nosso tempo.

Os graduados do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental do MIT ensinam e realizam pesquisas em universidades, trabalham para grandes empresas, iniciam seus negócios e ocupam cargos de liderança em organizações governamentais e sem fins lucrativos.

O programa de graduação do departamento oferece a eles uma sólida formação em fundamentos de ciência e engenharia, ao mesmo tempo em que enfatiza projetos práticos de design e pesquisa que fornecem contexto do mundo real.

Os alunos se concentram no uso de grandes dados, computação, probabilidade e análise de dados e aprendem como combinar teoria, experimentos e modelagem para entender e resolver problemas complexos de engenharia ambiental.

Após o programa de graduação, os graduados podem ir mais longe nos estudos de pós-graduação Mestrado em Engenharia em Engenharia Civil e Ambiental, Mestrado em Transportes, Mestrado em Ciências, Engenheiro Civil, Engenheiro Ambiental, Doutor em Ciências e Doutor em Filosofia

onde eles poderiam participar de pesquisas e obter experiência prática na solução de alguns dos maiores problemas do mundo nos domínios de infraestrutura e meio ambiente e áreas de interesse relacionadas.

Visite o site da Escola aqui.

4 Universidade de Oxford

A Universidade de Oxford é a universidade mais antiga conhecida e sua data de fundação é desconhecida, embora se pense que o ensino tenha ocorrido lá no início do século 11 e seja uma das melhores universidades de engenharia ambiental.

Está localizada na antiga cidade de Oxford, apelidada de “a cidade sonhadora das torres” pelo poeta do século 19 Matthew Arnold, e compreende 44 faculdades e salões, bem como o maior sistema de bibliotecas do Reino Unido.

Oxford se orgulha de ter a população mais jovem do Reino Unido, pois um quarto de seus cidadãos são estudantes.

De acordo com o QS World University Rankings,

A Universidade de Oxford é a 4ª universidade classificada que estuda Engenharia Ambiental com 95.5 no geral, 93.8 classificação em citações do índice H (8ª), 92.1 classificação em citações por artigo (25ª), 98.5 classificação em reputação acadêmica (5ª) e 95.2 classificação em Reputação do Empregador (4º).

Estudantes de Engenharia Ambiental da Universidade de Oxford são auxiliados a desenvolver tecnologias para a prevenção da poluição, estimulando a limpeza microbiana de efluentes industriais no final do tubo,

E a transformação microbiana de resíduos industriais e verdes em produtos químicos de alto valor, como bioplásticos e bioenergia.

A investigação centra-se na exploração de abordagens físicas, químicas e de engenharia para melhorar a transformação de resíduos e limpeza de águas industriais, tanto no ambiente como nos biorreatores.

Visite o site da Escola aqui.

5 Universidade de Cambridge

A Universidade de Cambridge é uma das melhores universidades de engenharia ambiental.

De acordo com o QS World University Rankings,

A Universidade de Cambridge é a 5ª na universidade classificada que estuda Engenharia Ambiental, com 95.4 no geral, 91.2 classificação em citações do índice H (20º), 93.2 classificação em citações por artigo (20º), 99.1 classificação em reputação acadêmica (4º) e 96.6 classificação em Reputação do Empregador (2º).

Existem 2 mestrados da Universidade de Cambridge em Engenharia Ambiental. Eles estão:

  • MPhil em Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável
  • MPhil em Tecnologias de Energia.

1. Mestrado em Filosofia em Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável

O Mestrado em Filosofia em Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável é um curso de engenharia ambiental projetado para que os graduados sejam ensinados sobre maneiras e como lidar com problemas ambientais prementes para garantir a sustentabilidade ambiental, desenvolvendo soluções práticas de engenharia.

Este curso é baseado em alguns princípios:

  • Vivendo dentro dos limites e recursos finitos da Terra,
  • Ajudar todos no planeta a alcançar uma qualidade de vida aceitável,
  • Atuando como guardiões do meio ambiente para as gerações futuras,
  • Lidar com a complexidade,
  • Lidar com três compensações que precisam ser feitas.

Este programa visa:

  • Produza engenheiros que possam fornecer soluções para as necessidades da sociedade e enfrentar os desafios globais dentro de uma estrutura de sustentabilidade.
  • Auxiliar os engenheiros a explorar estruturas de valor que são direcionadas para alcançar o desenvolvimento sustentável e orientar o design e gerenciamento de projetos de engenharia para não causar impactos adversos no meio ambiente, etc.
  • O Mestrado em Filosofia em Tecnologias de Energia é um curso de engenharia ambiental projetado para que os alunos atendam às demandas atuais e futuras de fornecimento e uso de energia ambientalmente sustentável e seguro, etc.

2. MPhil em Tecnologias de Energia

O MPhil em Tecnologias de Energia é um programa de um ano projetado para graduados que desejam enfrentar problemas no desenvolvimento de soluções práticas de engenharia e aprender sobre o uso da ciência e tecnologia na utilização de energia, geração de eletricidade, eficiência energética e energia alternativa.

Os objetivos do curso são:

  • Ensinar os fundamentos por trás das tecnologias envolvidas na utilização de energia, geração de eletricidade, eficiência energética e energia alternativa.
  • Formar graduados com uma visão global da engenharia de energia, oferecendo especializações em uma área selecionada por meio de um projeto de pesquisa.
  • Para preparar os alunos para futuras pesquisas de doutorado em potencial, etc.

Os graduados do MPhil em Tecnologias de Energia são alvos propensos ao emprego em departamentos de pesquisa e desenvolvimento industrial, órgãos de formulação de políticas, indústria de serviços públicos, setor manufatureiro ou fabricação de equipamentos de energia. etc.

O mestrado em Engenharia do Ambiente não é garantia de investigação de doutoramento, mas espera-se que os alunos que pretendam candidatar-se a um doutoramento tenham obtido uma classificação global de pelo menos 70%.

Visite o site da Escola aqui.

Perguntas frequentes

A engenharia ambiental é o mesmo que a ciência ambiental?

Engenharia Ambiental é o mesmo que Ciência Ambiental?

Embora os dois termos sejam frequentemente usados ​​​​de forma intercambiável, eles não são os mesmos.

A engenharia ambiental é um campo da engenharia focado em combinar métodos de ciência ambiental com princípios de engenharia para o desenvolvimento e implementação de infraestrutura, tecnologia e operações industriais sustentáveis ​​que tenham um risco mínimo ao meio ambiente.

Enquanto as ciências ambientais são a combinação de disciplinas e metodologias em biologia, química, física e informação para estudar o meio ambiente e o impacto de fatores principalmente antropogênicos, como industrialização, crescimento populacional etc.

Engenheiros ambientais muitas vezes podem trabalhar em estreita colaboração com cientistas ambientais para aplicar dados a projetos para promover a sustentabilidade ambiental de edifícios e atividades realizadas neles, promover a produção e uso de energia mais limpa e sustentável e práticas comerciais ambientalmente corretas.

Recomendações

Um ambientalista apaixonado de coração. Redator líder de conteúdo na EnvironmentGo.
Eu me esforço para educar o público sobre o meio ambiente e seus problemas.
Sempre foi sobre a natureza, devemos proteger, não destruir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *